badge

sexta-feira, novembro 02, 2007

O desenvolvimento da doença



Todas as doenças - físicas, mentais e espirituais- têm quatro factores no seu desenvolvimento:

  1. SINTOMAS: são aquilo que vulgarmente se chama doença ou moléstia, e aparecem como manifestações anormais de desconforto e mal estar (dor, comichão, febre, tosse, vómitos, etc.).
  2. CONDIÇÕES: os diferentes sintomas são produzidos por condições subjacentes. Por exemplo, os sintomas da hipertensão são provocados pela condição subjacente de dilatação do coração e constrição dos vasos sanguíneos e capilares.
  3. CAUSA: Toda e qualquer condição que produz diferentes sintomas tem uma causa, a qual se encontra em vários aspectos das nossas tendências físicas e mentais, especialmente na qualidade geral do nosso sangue.
  4. ORIGEM: estas causas da doença - as nossas tendências físicas e mentais gerais, particularmente a nossa qualidade de sangue - têm origem nos nossos hábitos diários, nomeadamente, na prática alimentar, actividade física, actividade mental e na nossa concepção geral de vida. por outras palavras, todas as doenças têm a sua origem no nosso estilo de vida considerado como um todo.

Como tal, existem três categorias de MEDICINA:

  1. MEDICINA SINTOMÁTICA E CONDICIONAL (tratamento dos sintomas e das condições), vulgarmente praticada na moderna medicina ocidental, que inclui medidas tendentes a eliminar os sintomas ou a mudar as condições utilizando diversas medidas de ordem técnica, como as intervenções cirúrgicas e o uso de medicações farmacêutica
  2. MEDICINA CAUSAL (tratamento das causas), que lida principalmente com a mudança da qualidade do sangue e da energia através da modificação daquilo que consumimos como alimento e bebida; comporta diversos tipos de práticas dietéticas com o uso de suplementos de vitaminas e minerais, remédios á base de ervas e diversos ajustamentos e exercícios físicos e mentais.
  3. MEDICINA PELO ESTILO DE VIDA, que é a mais filosófica e educacional do que técnica e artificial, que procura restabelecer o estilo de vida correcto, baseado na auto-reflexão, através do entendimento da relação entre o homem e o seu meio- ambiente, bem como da ordem da natureza e do universo.
Tudo isto retirei dum livro que comprei na passada feira do livro, que me custou só 5 euros:
"O Livro da MACROBIÓTICA, Via Universal para a Saúde e Felicidade", Michio Kushi.

E agora vou arrumar a cozinha....

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

que eu saiba a dilataçao do coraçao nao provoca hipertensao.... um detalhe â parte desse teu livro!

11:59 da manhã  
Blogger Duarte said...

Isso é uma crítica construtiva?

Sr ANÓNIMO...

6:12 da tarde  
Blogger Pyny said...

Se ao menos o anónimo se identificasse..poderíamos compreender o por quê de uma crítica tão destrutiva..e logo neste simples blog de boa-disposição!

9:16 da manhã  
Blogger princesa de mármore said...

é médico de certeza! para falar com tanta certidão. Aliás deve ser, como gosta o tuga da aldeia de chamar, Dr. sr. prof. eng. Anónimo. Ele deve ter lido outro livro que diz que não provoca.

1:36 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home